Ghost in Shell | Scarlett Johanson não terá mudança de etnia

Estava sendo cogitada a possibilidade de ser realizada uma mudança (por computação gráfica) de etnia da atrizScarlett Johanson para interpretar o papel de Mokoto Kusanagi, na adaptação do mangá Ghost in Shell, mas a polêmica foi desmentida pelo diretor.

Sam Yoshiba, diretor da divisão internacional da editora Kodansha, afirmou que gostou da escalação da atriz e que uma atriz japonesa nunca foi cogitada (via THR):

Olhando para a carreira dela até agora, Scarlett Johnsson é uma escolha de elenco muito boa. Ele tem uma coisa meio cyberpunk sabe. E, desde o começo, nós nunca imaginamos que seria uma atriz japonesa”, afirmou ele. A Kodansha é a editora responsável por publicar o mangá em 1989.

É a chance de uma propriedade japonesa ser vista ao redor do mundo”, completou o executivo dizendo ainda que visitou o set do filme na Nova Zelândia e ficou impressionado com o respeito da equipe ao material original.

A trama do filme deve seguir ao mangá, chamado Fantasma do Futuro, no Brasil, em que a major Mokoto Kusanagi (Scarlett Johansson), uma policial cibernética, luta para levar justiça às ruas de sua megacidade japonesa, em um futuro distópico. Avi Arad (ex-executivo da Marvel) é parte da produção. Pilou Asbæk (LucyGame of Thrones) foi anunciado como o personagem Batou Sam Riley negocia para o elenco. Michael Pitt será o antagonista The Laughing Man, personagem metade humano e metade máquina.

A empresa Paramount Pictures, que também está a ajudar no financiamento do longa, será responsável pelo lançamento, marcado para 31 de março do ano que vem. Nova edição do mangá Ghost in Shell chega ao Brasil este ano.

Compartilhar:

G.A. Oliver

O nerd mais sexy da internet! Blogueiro, músico, estudante de Física "Trabalho na OBA! (Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica) como planetarista e faço parte do GFRJ (Grupo de Foguetes do Rio de Janeiro)". Instagram e Twitter: eugaoliver

Loading Facebook Comments ...

Deixe uma resposta