The Resident 2×17 – Betrayal [Line de Séries]

Depois de um breve hiatus, The Resident volta entregando todo o fôlego que tinha no 17º episódio da segunda temporada: a caçada a Gordon Page está ficando mais acirrada e o cerco parece estar se fechando para ele. AVISO: Pode conter spoilers.

Foi difícil de acreditar que esse episódio não foi a season finale de The Resident, de tão bom que ele foi. Ele começa com o Raptor descobrindo que Abe, seu mentor com quem eles recentemente flagraram tendo envolvimento culposo com a Quovadis, foi baleado. A princípio eles pensaram que seria suicídio, mas como AJ apontou: se um cirurgião quiser se matar, ele sabe aonde atirar. Clássico.

Não vou me prender nos detalhes que englobam a trama após isso, porque eles foram extremamente extensos nessa, muita informação para assimilar, muito roteiro pra acompanhar, muitas ideias médicas chegando ao mesmo tempo. Mas queria pontuar alguns pontos específicos: ótimo trabalho dos roteiristas sabendo utilizar o Abe para uma circunstância dessas, foi realmente uma virada de jogo a importância que o personagem adquiriu e eu duvido que, desde a sua primeira aparição, alguém desconfiava que ele seria o ponto chave para derrubar a Quovadis. E foi excepcional também o modo como trataram o relacionamento dele com o AJ, trazendo uma carga emotiva para aquela situação médico paciente e como um médico de verdade age com responsabilidade nessas situações. Malcolm-Jamal Warner deu o melhor de si e foi uma atuação incrível.

Desde o começo do episódio eu estava querendo chamar de o episódio da morte do Marshall, não porque queria que ele morresse, mas porque tava sentindo que isso ia acontecer. No último episódio, fiquei desconfiada dele por causa do telefonema, mas conforme as peças iam se encaixando nesse foi aliviante saber que ele foi leal ao filho. E foi mais aliviante ainda ver que não era ele que saiu do local do tiroteio em um saco para cadáveres.

As tecnologias e técnicas médicas usadas nesse episódio foram sensacionais, eles literalmente viraram um homem com o peito aberto de ponta cabeça. Se isso não é impressionante e inovador em uma série médica, eu não sei mais o que é. Apesar de erros básicos, tipo a Nic andando de calça rasgada na canela em uma UTI (sério gente, cade as normas de segurança?), a série continua a entregar inovação a cada episódio.

Com cenas de ação incríveis, com direito a perseguição policial e tiroteio, The Resident parece se resolver com Gordon Page. A cena em que a policia atira e o vidro escrito Quovadis quebra foi muito simbólica e representou bem o momento com essa mensagem subliminar. Quovadis caiu e caiu bonito. Eu acredito que Gordon não vai representar nenhum problema daqui para a frente, e pelos sinais que estou vendo, acredito que as consequências de tudo que ele fez (principalmente para o Bell, que trava sempre que falam do dinheiro ganho no investimento) vai ser o foco nesses últimos episódios.

Nota final: 5,0/5,0

Até a próxima cirurgia, residentes!

Compartilhar:

Lais Alves

19 anos, se esforçando pra sobreviver em uma dessas cidades tumultuadas de São Paulo e tentando ser poliglota. Quer muito ser cinéfila, mas o interesse nos blockbusters acaba atrapalhando. Suas heroínas favoritas são, secretamente (ou nem tanto) a Feiticeira Escarlate e a Mulher Gavião e chora quando vê algum famoso na frente.

Loading Facebook Comments ...

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.