The Resident 2×18 – Emergency Contact [Line de Séries]

Com a 2º temporada chegando ao fim, mas já com a feliz notícia de que teremos um terceiro ano, The Resident parece que sabe o que está fazendo para seguir no caminho certo. AVISO: Spoilers!

Depois de um episódio muito bom, são poucas as séries que conseguem entregar a mesma qualidade no episódio posterior, e The Resident fez isso muito bem. Ao contrário do 17º episódio, não é cheio de ação e reviravoltas. Mas é ruim? De maneira nenhuma.

Ele é regado de informações e pontas para se ligar, que contribuem para as histórias dos personagens daqui pra frente: Primeiramente, Kitt com o ex marido descobrindo o que é o poder do perdão e como isso interfere no relacionamento dela com o Bell, porque até onde vimos, ela não se considera capaz de manter um relacionamento bom e duradouro com a carreira que tem e eles tem muito isso em comum, a ânsia do sucesso que sufoca os possíveis laços com aqueles ao redor dele. Fico ansiosa para ver o relacionamento deles como casal se desenrolar, pois acho que tem muito potencial ver todos esses sentimentos misturados. E desde já posso afirmar: Kitt desperta o melhor no Bell.

Temos também um primeiro olhar da Nic com o pai dela, com a volta da irmã problemática da clínica de reabilitação: Jessie está tendo problemas de saúde e o pai delas vem para ajudar, o que Nic não confia que ele fará, pois nunca esteve por perto para elas. Tiveram diversas coisas que não fizeram sentido nessa linha: ele contando sobre os projetos dele, ele indo procurar o Marshall, a Jessie ficando doente (parece que tudo foi jogado só para preencher espaço durante as brigas da Nic e do Kyle). E no final do episódio, tudo pareceu se resolver magicamente. Foi duro de assistir.

Na terceira linha do episódio, temos Conrad e Alec trabalhando juntos, ou melhor, Conrad ensinando Alec a trabalhar porque o cara não parece nada cooperativista, ele quer fazer as coisas apenas do jeito dele. Foi uma parceria que serviu unicamente para mostrar que Conrad Hawkings é o cara dessa série, e não vão tirar isso dele. A insistência dele na Nic é ridícula, principalmente porque ele sabe que ela está em um relacionamento. Mas devo admitir que, Nic e Conrad são um casal tão desinteressante, que a possibilidade dos dois terminarem não me deixa triste.

Temos a brilhante volta de Julian Booth e devo dizer, é animador ver a Jenna Dewan atuar, a mulher dá um show, ela é vibrante em cena. E ela e o Devon funcionam tão bem (sinto muito Pryia), é uma pena que essa seja a despedida dela da série (falo isso porém com esperanças que ela volte). O fechamento deles me deixou com essa sensação boa, de que as coisas estão tomando o rumo certo, mesmo que eles não fiquem juntos, mas que tudo está acontecendo como deveria ser. É difícil de explicar, mas foram as minhas cenas preferidas do episódio.

Talvez a Julian não seja a única se despedindo de Atlanta, porque aparentemente Marshall não aparecerá regularmente daqui para frente e Micah teve seu último tempo em tela, após resolver as coisas com a Mina e (finalmente) perceber que ele a ama muito mais do que ela o ama. Os dois eram um bom casal, mas não é aquilo que combina para a vida da Mina, ela precisa de alguém que esteja á altura no quesito desafiador, e não um romântico nato.

Um ótimo episódio que mostra que The Resident, diferente de muitas séries ativas por aí, tem um rumo a tomar, os personagens evoluem, a história liga todos os pontos e chega a dar orgulho sermos privilegiados ao assistir uma série tão boa.

Nota Final: 4,0/5,0

Até a próxima cirurgia, residentes!

Compartilhar:

Lais Alves

19 anos, se esforçando pra sobreviver em uma dessas cidades tumultuadas de São Paulo e tentando ser poliglota. Quer muito ser cinéfila, mas o interesse nos blockbusters acaba atrapalhando. Suas heroínas favoritas são, secretamente (ou nem tanto) a Feiticeira Escarlate e a Mulher Gavião e chora quando vê algum famoso na frente.

Loading Facebook Comments ...

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.